sábado, 28 de setembro de 2013

Nascer num pé de arruda

Por estes dias enquanto andava em casa dos meus pais a cortar uns pequenos cantos de relva, encontrei imensas lagartas a devorar a arruda da minha mãe.

Arruda - Ruta graveolens

A arruda é uma planta aromática que emana um intenso cheiro quando tocada, e é desde longa data usada contra o mau olhado, e estou em crer que será por esse motivo que as pessoas a plantam em casa, bem mais do que pelos seus efeitos terapêuticos, ou por poder ser usada em receitas de biopesticidas. 

As lagartas que encontrei são da borboleta Cauda de Andorinha (Papilio machaon), uma das mais bonitas borboletas que podem ser observadas em Portugal.

Lagarta de Cauda de Andorinha


Creio que só fotografei esta borboleta uma vez em Penafiel há dois anos no Castro de Monte Mozinho. Ainda por estes dias vi uma atravessar o meu terreno, mas ia com pressa, não quis parar para eu a fotografar!

Borboleta Cauda de Andorinha

Entretanto ontem fui dar uma vista de olhos na arruda e já não vi lagartas nenhuma. A minha mãe também viu as lagartas e dizimou-as porque elas já tinham comida quase completamente aquele pé de arruda. Lá expliquei à minha mãe que aquelas lagartas originam esta borboleta, e ela quase não acreditou em mim e eu lá tentei fazer alguma pedagogia. 

Se queremos ter borboletas no jardim não podemos dizimar as lagartas pois sem ovos nunca faremos omoletes. Claro que as lagartas vão provocar alguns danos, mas temos de encontrar um compromisso, e na verdade qual é o mal em as lagartas comerem as folhas duma aromática que ser podada e volta a brotar normalmente?

4 comentários:

  1. São lindas, tenho uma arruda num canteiro que está à beira da estrada e está coberta destas lagartas. A minha duvida é se elas serão prejudiciais para outras culturas.
    Vou levar uma foto da sua borboleta pois ainda só tenho lagartas, obrigada
    beijinho Eugénia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Eugénia boa noite,
      As lagartas só se alimentam da planta onde estão hospedadas, não creio que façam mal a mais nada. Eu planeio mesmo plantar mais arrudas em casa, precisamente para que mais lagartas possam nascer, e depois possa ver mais borboletas no jardim ;) E depois, para ficarmos as borboletas no jardim, precisamos de arbustos que elas gostem, como a budleia ;)
      Beijinho

      Eliminar
  2. Olá!
    Os meus pais também têm a crença de que as lagartas devoram tudo é que por isso as devem matar. Então eu pedi ao meu pai para fazer uma jaula com rede muito miudinha. Estive agora mesmo a recolher todas as lagartas que encontrei na arruda na esperança de as salvar. Encontrei outra castanha que coloquei na mesma jaula e juntei folhas de diferentes legumes. Espero vê-las a desabrochar 😃

    ResponderEliminar
  3. Olá Mlenac bem-vinda :)

    Sabes que nós seres humanos somos muito arrogantes. Primeiro começamos por achar que só nós é que somos inteligentes, quando basta olhar em volta para percebermos que tanto animais como plantas nos podem dar grandes lições de vida. As árvores e plantas, não precisam de cérebro para se ter provado que reagem a estímulos e são mesmo inteligentes - e ser inteligente é a capacidade de resolver um problema - e elas fazem-no muito bem!

    Depois o ser humano - o pior vírus que apareceu neste planeta! - acha-se no direito de matar os outros animais só porque sim, só porque os acha "nojentos" ou por crendides populares infundadas. E isso acontece muito com as cobras (que fazem o seu papel limitando as populações de ratos) como acontece com os sapos (as maldades que lhes fazem) como com muitos outros animais. As pessoas matam-nos por pura maldade, não é por mais nada. E isso é muito triste.

    Na Natureza, sem a intervenção do ser humano tudo estava mais ou menos em equilíbrio e chegamos nós para virar tudo de pernas para o ar. Não podemos ter borboletas sem lagartas! Mas repara que não vemos ninguém a matar as borboletas! Claro que as lagartas têm de se alimentar! E vão comer algumas plantas, mas os estragos não são assim tantos, e no caso as arrudas, que são muito resistentes, rapidamente recuperam.

    Espero que tenhas sorte com as lagartas! Eu vivo no grande Porto, mas uma das coisas que gostava de visitar em Lisboa, era precisamente o Borboletário :) Quem sabe para o ano!

    ResponderEliminar