quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Casa dos Polinizadores

Uma das coisas que me chamou a atenção no Festival de Jardins de Allariz, foi a Casa dos Polinizadores. Pelo efeito decorativo, pela pedagogia junto das crianças, mas principalmente pela importância que abrigos deste tipo podem proporcionar a estes insetos de extrema importância na natureza. 



A verdade é que também os polinizadores precisam da nossa ajuda, e neste caso é mesmo fácil ajudar,. Os polinizadores encontram-se ameaçados por diversas formas. Perdas de habitats, principalmente devido à massificação da agricultura, e os pesticidas e herbicidas. Há anos e anos que se massificou o uso de herbicidas, matando todas as ervas nas beiras das estradas, e nos terrenos particulares. E a verdade é que cada vez mais os polinizadores se vêem ameaçados, e são conhecidos os problemas com as abelhas. 

E relembro a célebre frase de Einstein:

"Se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais não haverá raça humana."

Ao ajudarmos os polinizadores, estamos a ajudar a natureza e a ajudar-nos a nós mesmos como parte integrante da natureza que somos. E é muito fácil ajudar. Não precisamos construir uma enorme casa como o festival de jardins fez! Basta muitas vezes fazer uns furos nuns troncos de madeira, ou colocar umas canas. 

Para atrairmos os polinizadores precisamos de flores, principalmente silvestres e nativas, e depois então precisamos que eles encontrem boas acomodações, verdadeiros hotéis, para que se possam fixar e proliferar. E lembro até quando coloquei umas canas no espaço das tartarugas, que muito rapidamente começaram a ser ocupadas por diferentes tipos de hóspedes . 



No festival de Allariz, quis mesmo observar de perto, e verifiquei que inúmeros polinizadores entravam e saíam de casa. E lá está, diferentes tipos de diâmetros nos orifícios permitem que polinizadores de diferentes tamanhos possam ocupar as casas. 






Sem comentários:

Enviar um comentário