domingo, 15 de abril de 2018

Via Romana da Geira




     
Este sábado desloquei-me de novo a Terras de Bouro (Braga) para fazer uma caminhada de cerca de 24Km, num troço da Geira - Via Romana XVIII, desde Santa Cruz até Campo do Gerês.
Geira é o nome porque ficou conhecida a estrada construída pelo império romano, que ligava Bracara Avgvsta (Braga) a Astvrica Avguvta (Astorga) atravessando a serra do Gerês até Espanha, e ao longo dos seus 30Km (milha VXI e milha XXXIV) podemos ainda ver, bem conservados, pontes, muros e os marcos miliários que assinalam a distância percorrida em milhas. Mesmo depois da queda do império romano esta via de comunicação foi muito utilizada por peregrinos como caminho de Santiago e  foi utilizada até ao início do século vinte. 

A chuva lá deu uma trégua e não choveu durante todo o dia de ontem, o que facilitou a caminhada e permitiu até que tirasse algumas fotografias com a compacta. E também não era preciso chover para o elemento água estar sempre presente ao longo do percurso, pois o que não faltou mesmo foi água e mais água ao longo do percurso, por vezes tivemos de atravessar zonas completamente alagadas que nem sempre eram muito fáceis de ultrapassar. Houve muito pé molhado ou enterrado na lama! E sapatilhas não me parece que seja, de todo, o calçado mais apropriado a este tipo de piso e de condições e ainda vi muitas pessoas com elas calçadas.

E com tanta água e charco não é de estranhar que tivesse mesmo encontrado um autêntico berçário de rãs (julgo que eram rãs) e em que se podiam ver, além de várias rãs adultas, milhares de ovos e isto foi novidade para mim.

Mas vamos então às fotografias que fui recolhendo ao longo do percurso. Como referi começamos no lugar de Santa Cruz. 





























O mapa do percurso


Para um fim-de-semana de Junho está marcada a segunda e última etapa. Logo veremos se irei participar.

Sem comentários:

Enviar um comentário