terça-feira, 17 de setembro de 2013

Quinta da Regaleira

A primeira vez que estive em Sintra, a capital portuguesa do romantismo, creio que terá sido em 2001 - é uma pena os bilhetes não terem datas não é?(1) Almocei na companhia de um casal alfacinha que tinha conhecido tempos antes. Eles tinham uma banda, e eu tinha-os ido ver a um concerto em Barroselas. Estava tranquilamente à espera do comboio na estação, quando os vejo ao longe a aproximar-se, e obviamente reconheci-os de imediato. "Meto conversa ou faço de conta?" fiquei a pensar naqueles segundos que os trouxeram até junto de mim. Acabei por os abordar e vim a viagem toda a conversar com eles. Entretanto eles tiveram a informação que, devido à greve dos comboios, não teriam comboio para Lisboa, e eles não sabiam bem o que fazer pois teriam de ficar obrigatoriamente no Porto, e então acabei mesmo por lhes oferecer guarida em minha casa. E a partir daí mantive contacto com eles durante algum tempo

Já não me lembro muito bem, mas depois de ter almoçado com eles num restaurante que eles conheciam, desloquei-me para o Palácio da Pena. Lembro-me que tirei algumas fotografias, ainda a película com rolo a preto e branco. Antigamente não era como agora, em que as pessoas disparam fotografias a tudo o que mexe. Tínhamos um rolo, que normalmente dava para vinte e quatro fotografias, e tínhamos de o poupar, não dava para ver se ficou bem ou mal, só depois na revelação saberíamos como ficou. E as minhas fotografias de Sintra não ficaram! Rais parta a incompetência! Revelaram-me o rolo como se tratasse de um rolo a cores, quando afinal era um rolo a preto e branco. Resultado final: todas as fotos daquele dia perderam-se!

Voltei a Sintra entretanto mais recentemente. Foi uma breve visita de dois dias e na ida ainda parei em Óbidos para esticar as pernas fazendo o percurso pela muralha. No segundo dia - faz hoje precisamente três anos- levantei-me cedo, sou sempre madrugador, e fui tomar o pequeno-almoço numa esplanada lá no centro. Depois de bem abastecido, desloquei-me ao único sítio que visitaria desta vez: a Quinta da Regaleira. A manhã estava cinzenta, pouca propícia a grandes fotografias, mas desta feita já na era do digital com um número quase ilimitado de cliques, pois a cada passo havia sempre qualquer coisa a prender a atenção! 

Palácio da Regaleira







Patamar dos Deuses




Fonte do Ibis


Torre da Regaleira


Capela 


Detalhes do interior da capela


Terraço dos Mundos Celestes & Torre do Ziguarte


Vista para o castelo dos Mouros


Portal dos Guardiões








Fonte da Abundância


Lentilha de água


Aguarela de plantas aquáticas

De entre a variedade da flora do parque o que mais me prendeu mais a atenção foram sem dúvida os fetos arboreos. Encontram-se vários exemplares dispersos pelo parque, desde logo na frente do Palácio, bem como dois pequenos exemplares em destaque em frente do Portal dos Guardiões. Junto da Fonte do Ibis tem um maior com o tronco torneado.

Fetos-arbóreos no Portal dos Guardiões


Feto-arbóreo junto à Fonte do Ibis

Folha de Feto-arbóreo a abrir

Apesar de me ter demorado bastante na visita, acabei por esquecer alguns pontos de interesse, como por exemplo, o Poço Inivciático. Talvez fique para outra oportunidade, se bem que voltando a Sintra, terei outros locais para visitar e que ainda não conheço. Começando logo pelo Parque de Monserrate, que até venceu recentemente um prémio europeu na categoria de Melhor Desenvolvimento de um Parque ou Jardim Histórico.
Vamos ver se não demoro tantos anos a voltar à capital do romantismo como desta última vez!

(1) O bilhete marca o custo de 5€ e como o Euro entrou em circulação em janeiro de 2002, a minha visita ao Palácio da Pena terá sido em 2002 e não em 2001 como referi. Curiosamente dez anos depois, uma entrada no mesmo Palácio da Pena custa mais do dobro (12€)! O capitalismo é uma coisa fantástica não é? 

3 comentários:

  1. Que sortudo! (bem, não na coisa das fotografias mas em tudo o resto) Adorei as duas últimas fotos, a última é mesmo especial e inspiradora! :)
    Não te esqueças do Chalet da Condessa d'Edla: http://www.parquesdesintra.pt/chaletdacondessa/
    Que acho que também está por essa zona...;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. as 2 últimas fotos a que me referia eram as da lentilha de água e a aguarela de plantas aquáticas...depois de ter comentado apareceram mais três no fim...:)

      Eliminar
  2. Sim sim, eu percebi, eu editei, porque me esqueci falar dos Fetos-arbóreos! Gostava mesmo de ter um em casa, nem são assim tão caros, mas em minha casa cai muita geada e isso deve-os queimar, mas por acaso vou arrancar umas plantas que tenho nas traseiras, e ali é uma zona mais protegida, até estava a pensar colocar lá uma cyca que tenho em vaso, não sei se não poderia pensar nisso.

    Sim as últimas fotos também gostei muito ;) na primeira parecem-me dois corações :) e a segunda está qualquer coisa de facto.

    Sintra também tem imenso para ver, mas também não sei quando lá voltarei.

    ResponderEliminar